fbpx
5 custos pesados para empresa com frota própria de veículos

5 custos pesados para empresa com frota própria de veículos

Para se manter competitivas, lucrativas e relevantes no mercado, as empresas têm como obrigação realizar sempre mais com menos. Atualmente, mais do que nunca, é importante que os negócios identifiquem oportunidades para redução de custos e de melhoria da produtividade.

Todos os dias, sua organização pode estar pagando quantias significativas para manter a sua frota própria de veículos. Nessa conta,  estão inclusos a manutenção, os danos, as despesas com bateria, gastos com combustível e até o pagamento de salário e benefícios para os motoristas –  e esse valor é multiplicado de acordo com o tamanho da sua frota própria de veículos.

Dessa forma, é importante que exista uma política de gerenciamento dos veículos, ajudando a tornar os custos mais previsíveis e, até mesmo, a encontrar maneiras para reduzi-los. Pensando nisso, apresentaremos, neste artigo, os custos que precisam ser levados em consideração ao fazer a gestão da sua frota própria de veículos. Acompanhe a seguir.

Custos totais na aquisição de frota própria de veículos

É importante revisar o custo total de propriedade na hora de adquirir um novo veículo. Muitos gestores de frota ainda selecionam veículos com base no preço de compra, mas isso não fornece uma imagem precisa do custo real durante toda a vida útil na frota.

Ao fazer esse tipo de investimento, solicite ao seu fornecedor uma projeção dos custos que você terá ao longo dos anos, levando em consideração a tributação, a manutenção, o seguro, a autonomia e o combustível. 

Gastos com manutenção

A manutenção é essencial para manter o bom funcionamento da sua frota própria de veículos. Entretanto, é preciso ter uma atenção especial para a prevenção.

Dessa maneira, são evitados custos extras com consertos, que costumam ser mais caros. Essa atitude também ajuda a evitar falhas, quebras e acidentes. Por isso, é importante implantar um cronograma de manutenções para reduzir gastos, proteger a frota contra problemas e garantir que os veículos estejam sempre em bom estado de conservação.

Custos com o armazenamento dos veículos e de peças de reposição

Além da manutenção preventiva, é preciso estar atento ao armazenamento. Encomendar mais peças do que o necessário para executar a manutenção da frota pode ser identificado como um “custo oculto”.

Isso ocorre porque, além do gasto extra com a compra de peças, existe, também, o custo de armazenagem e da administração desse estoque. Além disso, materiais guardados por muito tempo podem estragar com o tempo, ser esquecidos ou mesmo perdidos, o que demanda a compra de novas peças quando elas realmente são necessárias.

Ainda, há o custo envolvendo a estrutura para guarda dos veículos reservas. Ao contrário de quando se terceiriza a frota, ação que possibilita uma estrutura mais enxuta e menos onerosa, com a frota própria de veículos é preciso mais espaço e investimentos para aquisição e segurança, para que eles sejam guardados em sua empresa.

Custos com o seguro

Fazer o seguro da frota como um todo é uma economia vantajosa para a empresa, pois o custo da apólice é cobrado uma única vez, com descontos e condições especiais. Nessa modalidade, o seguro é mais flexível, calculando os riscos de toda frota, apresentando preços melhores do que quando contratado um seguro isoladamente para cada veículo.

Além disso, ter um seguro sem a necessidade de definição dos condutores também é uma vantagem extra para a organização, o que facilita em caso de sinistros (que demandariam explicações do porquê um condutor não estava descrito na apólice de determinado veículo). Além disso, sua empresa não arcará com todas as despesas para o conserto ou aquisição de um novo veículo.

Apesar de todas essas vantagens, a contratação de um seguro para sua frota é um investimento alto – e que não é demandado quando se opta pela terceirização dos veículos.

Investimentos com a renovação de frota

Quando a frota não é renovada periodicamente, a sua empresa corre inúmeros riscos, comprometendo a eficiência, produtividade e lucratividade do seu negócio. Manter veículos mais velhos, além de maiores despesas com manutenção, ocasiona, também, um aumento no consumo de combustível.

Além disso, esses veículos têm tempos maiores de parada, gerando ociosidade, inclusive, de colaboradores. Uma maneira de manter a frota renovada é fazer a terceirização desses veículos. Estima-se que a economia gerada por uma frota terceirizada pode chegar a até 25% quando comparada à operação de uma frota própria de veículos.

E você, quer mais dicas para melhorar a gestão da sua frota de veículos? Continue acompanhando nosso blog e até a próxima. 

Comentários do Facebook
Fechar Menu