fbpx
Qual a diferença entre os tipos de blindagem de veículos?

Qual a diferença entre os tipos de blindagem de veículos?

Vivemos em um momento de perigos iminentes. A violência no país é um problema constante e que assombra direta ou indiretamente a população, e os índices de crimes violentos estão acima da média mundial, particularmente na taxa de violência armada e homicídios.

Se você mora em uma grande cidade, as chances de ser uma vítima é alta. Basicamente, ninguém está 100% seguro, com isso, a proteção pessoal ganha cada vez mais importância na vida das pessoas.

Mesmo que possamos fazer muito pouco em caso de um crime, podemos usar carros blindados para ter mais segurança e proteção. De um modo geral, durante um assalto, enquanto você está dentro de um carro, a única coisa que poderá protegê-lo é a blindagem do veículo.

No artigo de hoje, vamos apresentar os diferentes tipos de blindagem de veículosdisponíveis no mercado, abordando suas vantagens e desvantagens, e como eles podem ajudar a salvar vidas. Acompanhe!

OS TIPOS DE BLINDAGEM DE VEÍCULOS

Durante o processo de blindagem, o veículo é praticamente desconstruído, restando apenas a lataria, o painel e o motor, os quais recebem um polímero de grossa espessura. Até mesmo os forros e as capas de teto, bancos e portas são retirados. Rodas e pneus ganham plásticos reforçados, e os vidros são substituídos por lâminas combinadas com policarbonato, apresentando maior resistência.

De forma geral, no Brasil, os tipos de blindagem de veículos seguem as normas norte-americanas, que especificam quais tipos e calibres de projéteis cada nível de blindagem precisa resistir. Normalmente, existem três níveis de proteção de blindagem para veículos e dois mais elevados, utilizados em casos bastante específicos.

Quanto maior for o nível de blindagem, maior será o valor desse serviço. O preço também pode variar bastante dependendo das demandas e especificações de cada modelo do veículo.

A seguir, conheça os tipos de blindagem de veículos:

  •  Nível I: a proteção considerada mais básica, protege de projéteis de calibre 32 e 38.
  • Nível II e II-A: ambos com o mesmo nível de blindagem, protegem contra disparos de até 9 mm e Magnum 357.
  • Nível III-A: apresentando quatro vezes mais proteção do que a de Nível I, resiste a todos os calibres de armas de mão e até mesmo submetralhadoras (pistolas) 9 mm e Magnum 44. Essa é a blindagem escolhida por, praticamente, 95% do mercado brasileiro.
  • Nível IV e V: utilizada, normalmente, em carros-fortes.
  • Nível VI: apenas veículos de autoridades internacionais contam com esse nível de proteção, garantindo a segurança dos ocupantes contra granadas, minas de terra e armas químicas.

AS VANTAGENS E DESVANTAGENS DA BLINDAGEM DE VEÍCULOS

Os veículos blindados são extremamente úteis se você precisa escoltar executivos, celebridades, militares ou qualquer outro convidado de notoriedade. Oferecer um veículo blindado a executivos de alto escalão é uma prática comum em algumas empresas, e mesmo frotas terceirizadas já contam com esse tipo de carro.

Ter veículos blindados em sua frota, seja próprio ou terceirizado, pode ser útil em diversas situações. Com eles, você pode evitar perda de vidas, valores, bens e muito mais.

Atualmente, o nível dessa técnica está extremamente sofisticado. Os tipos de blindagem de veículos são quase imperceptíveis e é bastante difícil diferenciar um carro blindado de qualquer outro veículo de produção regular.

No entanto, também existem desvantagens. Além do preço mais alto, se o material balístico de proteção N-IIIA feito com aramida não for o escolhido, a blindagem acrescentam um peso considerável ao carro, o que demanda maior consumo de combustível. Suspensões e outros elementos do veículo sofrem igualmente com o aumento de peso, necessitando ser substituídos com maior frequência.

É importante salientar, ainda, que, mesmo com o maior nível de proteção, o veículo não estará 100% resistente. Existem algumas áreas do carro, por exemplo, as maçanetas, que apresentam uma resistência limitada, devido ao ajuste dos materiais de blindagem.

Além disso, por normas internacionais, um mesmo ponto do carro deve resistir a, pelo menos, até cinco tiros – contudo, no sexto projétil, pode ser que a blindagem não resista ao impacto.

Apesar dessas questões, a blindagem do veículo ainda é um dos melhores investimentos para garantir a segurança e a tranquilidade, que não têm preço quando falamos de nossas vidas e também das de nossos clientes.

E você, já pensou em ter em sua frota um veículo blindado? Ficou com alguma dúvida sobre os tipos de blindagem de veículos disponíveis no mercado? Compartilhe sua mensagem nos comentários e até a próxima!

Comentários do Facebook
Fechar Menu