fbpx
KPI de gestão de frota: como funciona esse indicador-chave?

KPI de gestão de frota: como funciona esse indicador-chave?

“O que pode ser medido, pode ser melhorado”. Esse ensinamento de Peter Drucker, pai da administração moderna, pode ser visto todo dia na rotina de diversos negócios. Para a gestão de frota, isso também se aplica. Descubra a seguir o que é KPI, sua importância e quais são os indicadores-chave principais para seu negócio. Confira!

O que é um KPI?

KPI é a sigla em inglês para Key Performance Indicator, ou seja, Indicadores-chave de Performance. Ao analisar um processo, é possível mensurá-lo e identificar variações e padrões. A partir dessa mensuração, obtém-se uma métrica de desempenho.

Comparar diferentes KPIs relevantes para o seu processo, é um importante passo em seu desenvolvimento. Além disso, estratégias em sua gestão de frota precisam ser alinhadas constantemente de acordo com os objetivos de sua empresa. Ter KPIs como base ajuda para que a tomada de decisão de sua gestão e de seus setores possa ser mais bem direcionada.

Por que utilizar KPIs de gestão de frota?

Quando são realizadas análises de indicadores mensuráveis em um negócio, eles, geralmente, se limitam a métricas financeiras. O KPI vai muito além dessa abordagem, mas sem deixar de se relacionar com resultados financeiros. Afinal, se as metas têm seu desempenho alcançado, é esperado que sua estratégia gere resultados concretos em seu negócio.

Todo processo de sua empresa pode ter seu desempenho analisado. Utilizar o KPI de gestão de frota significa que há um controle maior em relação à sua estrutura e aos seus recursos organizacionais. Dessa forma, apontar falhas ou ajustar processos se torna muito mais ágil e eficiente.

Principais tipos de KPI de gestão de frota

Entre os tipos de KPI de gestão de frota, destacam-se:

1. Consumo de combustível

Para a gestão de frota, esse é um dos indicadores-base. O consumo de combustível tem um impacto crucial em toda a operação. Por ser uma alta fonte de gastos, é sempre importante buscar medidas para controlar e reduzir o consumo como um todo.

Medidas, como treinamento de motoristas, manutenções que previnam gastos desnecessários e planejamento prévio de rotas eficientes são algumas ações válidas.

Utilizando as ferramentas e tecnologias adequadas, é possível, inclusive, determinar o gasto por cada veículo ou por um período determinado. Para a gestão de frota, isso permite a relação com os demais KPIs e o controle de desempenho dos veículos e rotas utilizadas.

Esse é também é um importante KPI para orientar o momento de escolha dos melhores veículos para cada utilização de seu negócio.

2. Disponibilidade do veículo

Assim como o combustível, o desempenho dos veículos também é um importante indicador na gestão de sua frota. Fatores, como rotinas de manutenção, treinamento da equipe de manutenção em si, limpeza, condição do veículo afetam a produtividade.

Reunir todas essas informações em um KPI é uma maneira eficiente de mensurar e comunicar à sua empresa a disponibilidade do veículo. Lembre-se de que sua frota exige um padrão de qualidade operacional em seu equipamento, e que um KPI de gestão de frota pode garantir maior confiabilidade nesse quesito.

3. Incidência de multas

Em sua equipe, sempre existirão padrões a serem alinhados de acordo com os objetivos de sua gestão de frota. Multas são um indicador negativo, porém seu monitoramento é vital para que os processos se desenvolvam.

A partir do KPI de incidência de multas, é possível identificar padrões de comportamento. Com a fonte do problema exposta, pode-se prevenir futuros problemas em sua empresa. Acidentes e impacto na reputação da marca são alguns fatores que podem ser controlados.

Além de mensurar a incidência, é importante, também, saber quais foram as infrações e os valores. Com esse controle, é possível realizar uma análise do comportamento dos motoristas em sua frota.

4. Sinistralidade

Acidentes e danos ao veículo podem ocorrer em qualquer empresa que tenha sua própria frota. Na gestão, a sinistralidade pode indicar acidentes, batidas e demais variáveis relacionadas a isso. Dessa forma, é possível chegar mais rápido a ideias e soluções que previnam esses acontecimentos.

Além dos danos ao veículo, o KPI de sinistralidade ajuda no controle de índice de cargas roubadas. Com o custo da avaria determinado, é possível identificar o impacto desses acontecimentos nos resultados de sua empresa. O controle de dados, como tipo de veículo, horário e região podem ser vitais para o planejamento de futuras rotas.

5. Custo de manutenção também é um KPI de gestão de frota

A manutenção preventiva nos veículos é um processo obrigatório. No entanto, com um KPI de gestão de frota, é possível compreender custos de manutenção preventiva e corretiva de forma estratégica – os problemas mais recorrentes, os motoristas e tipos de veículos com maior taxa de custos, tudo é relevante ao processo.

Além disso, o custo de manutenção é um KPI de gestão de frota que pode ser relacionado a todos os outros citados anteriormente. Fatores como disponibilidade do veículo e sinistralidade podem ser medidos e ajudar a definir melhor a gestão.

Considerações finais

Os tipos de KPI de gestão de frota, de acordo com as estratégias da empresa, são importantes ferramentas de controle. Para os processos e até mesmo para a comunicação interna, KPIs são uma ferramenta indispensável.

Como a gestão de frota de sua empresa lida com KPIs? Quais resultados poderiam ser alcançados com um controle mais preciso dos dados e informações geradas? Compartilhe sua experiência nos comentários!

Comentários do Facebook
Fechar Menu